quinta-feira, 30 de agosto de 2012

DENTISTICA 1




quinta-feira, 31 de AGOSTO DE 2012.


Dentistica I (Instrumentais operatórios para preparos cavitários)

São agrupados nas seguintes categorias:
  1. Instrumentos cortantes manuais;
  2. Instrumentos rotatórios;
  3. Laser;
  4. Sistemas sônicos e ultra-sônicos;
  5. Sistema jato-abrasivo;

Instrumentos cortantes manuais: servem para cortar, clivar e planificar a estrutura dentária, ou complementar a ação dos instrumentais rotatórios durante o preparo das cavidades. O uso desses instrumentos demonstra significante redução da infiltração marginal e instalação de cáries secundárias.


*      Tipos de instrumentos cortantes:

o        Cinzéis: planificam e clivam (restaurações em Classe IV e V) o esmalte.
Podem ser:
Ø      Retos: o intermediário e a lâmina são retos e apresentam bisel em apenas um lado dos lados da lamina. Clivam estruturas vestibulares de classe V;
Ø      Mono angulado: possuem um ângulo intermediário e servem para alisar as paredes de esmalte e dentina de dentes inferiores posteriores;
Ø      Biangulados: possuem dois ângulos intermediários e servem para planificar paredes cavitárias de dentes superiores posteriores;
Ø      Wedelstaedt: tem o intermediário e a lâmina curvos e são usados em cirurgias periodontais;

o        Enxadas: são muitos semelhantes aos cinzéis, só que apresentam uma angulagem maior. Servem para alisar as paredes cavitárias, principalmente classe V em dentes anteriores, aviva ângulos diedros, planificam as paredes de esmaltes. É usado para acabamento final para as paredes internas da cavidade e parede pulpar.

o        Machados: são usados para clivar, aplainar esmalte e planificar a parede vestibular e lingual das caixas proximais de cavidade classe II (movimento ocluso-gengival, mésio-distal). São usados para determinar a forma de retenção incisal em cavidades classe III. A lâmina do machado é paralela ao eixo longitudinal do instrumento.

Recortadores de margem gengival: são usados especialmente para planificação do ângulo cavo - superficial gengival, arredondamento do ângulo áxio-pulpar e determinação de retenção na parede gengival de cavidade classe II. Suas lâminas são curvas e anguladas (se o segundo número da fórmula for maior ou igual a 90 é para se usar na superfície distal, se for menor que 80 é pra ser usado na superfície mesial).

o        Formadores de ângulos: são usados para acentuar ângulos diedros e triedros e determina forma de retenção principalmente em cavidades classe III e V. Faz assoalho em canaleta. Apresentam a extremidade da lâmina em ângulo agudo com o eixo longitudinal, em vez de ângulo reto como na maioria dos instrumentos.

o        Colher de dentina ou escavador: É usado para remoção de tecido cariado. Ele tem o desenho semelhante ao do machado, sendo a lâmina ligeiramente curva e com extremidade arredondada. Também pode ter forma de disco dependendo da escolha do profissional.

*      Afiação dos instrumentos cortantes manuais:
  • Pode ser: manual ou mecânica.
Ø      Afiação manual: emprega-se, de preferência, uma pedra de Arkansas plana e previamente lubrificada. Colocada sobre uma superfície plana e lisa;
Ø      Afiação mecânica: é possível empregar motores elétricos especiais, com pedra de Arkansas, cilíndricas ou em forma de roda, montadas em seu próprio eixo;

  • Princípios básicos para afiação:
Ø      Manter o instrumento fixo em posição correta durante todo o processo;
Ø      Manter a pedra lubrificada com uma fina camada de óleo bem fluido;
Ø      Usar pouca pressão contra a pedra para evitar produção de calor com atrito;
Ø      Usar sempre que possível, uma guia para orientar o plano de desgaste do instrumento;
Ø      Conservar as pedras de afiar limpas e livres esquírolas de metal;
o        Técnica: cinzéis, machados, enxadas, recortadores de margem gengival e formadores de ângulo devem ser colocados, de acordo com o ângulo da extremidade cortante e o bisel do instrumento, em contato com a pedra.

machado
Formador de ângulo.

 Recortadores de margem gengival.




 Cinzéis reto (A), de Wedelstaed (B) e biangulado (C).

DENTISTICA I `Técnica de utilização dos instrumentos rotatórios´

Isso é um resumo de toda a matéria de dentistica pra ajudar vocês!!


As formas  básicas de ponta ativa das brocas utilizadas para preparos cavitarios:

Esférica
Utilizada para remoção de tecido cariado,confecção de retenções e acesso em cavidades de dentes anteriores

Cilíndrica
Utilizada para confeccionar paredes circundantes paralelas e aviva ângulos diedros a maioria dessas brocas  tem corte  na extremidade e nas partes laterais da ponta ativa


Tronco cônicas
Utilizada pra dar forma e contorno em cavidades com parede circundantes expulsivas e para determinar sulcos ou caneletas em cavidades para restaurações metálicas fundidas e também para determinar rentençoes nas caixas proximais , em cavidades para amálgama


CONE INVERTIDO
Utilizadas para determinar retenções adicionais ,planificar parede pulpares e eventualmente avivar ângulos diedros


Roda
Utilizada para determinar retenções especialmente em cavidade classe V


Obs: as Brocas pode ter as formas lisas ou picotada.

As pontas diamantada para preparo cavitario
A ponta diamantada é diferente das brocas, porque elas não
Apresentam numeração e tem varias formas  
São indicadas para reduzir a estrutura dentaria ,tanto de esmalte como de dentina,elimina os detritos que se depositam entre os grãos abrasivos ,e remove excessos mais grosseiros das restaurações.



Obs: não se diz broca diamantada,e sim ponta diamantada!!

1° etapa – alta rotação: abertura e contorno.
2° etapa – baixa velocidade: remoção da dentina cavitária. Formas de resistência e retenção. E acabamento das paredes do preparo

Baixa rotação



Vantagens da alta rotação:
ü     Corte rápido e fácil
ü     Redução de vibrações
ü     Redução de pressão de corte
ü     Redução de calor
ü     Menor tempo de trabalho
ü     Menor cansaço para o operador
ü     Melhor aceitação do paciente

Inconvenientes da alta rotação:
Ø  Custo do equipamento
Ø  Perigo de grande extensão cavitária
Ø  Necessidade de adequada refrigeração
Ø  Menor torque
Ø  Presença de ruído

Descriçao das brocas forma e numero se é de baixa rotaçao ou alta


* Broca 957  tem a forma cilindrica topo plano ,alta rotaço

* Broca 557 forma cilindrica arredondada denteada de alta rotaçao









Brocas 33 a 44 tem a forma de cone inverido ,alta rotaçao


Broca 11 a 22 tem a forma de  tipo roda e é de alta rotaçao

Broca 1/4 a 11 ,tem a forma esferica lisa é de baixa rotação
Broca 55 a 60, forma é cilindrica  lisa é de alta rotaçao.OBS: Já a broca 56 é de baixa rotaçao ou contra angulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário